Ervas de Provence: Conheça a história!

plantoterapia
onde comprar
voltar

Ervas de Provence: Conheça a história!

Ervas de Provence: Conheça a história!

Elas têm aquele cheirinho de campo primaveril que entra pelo nariz e faz sorrir. Usadas na cozinha, encantam os sentidos com a sofisticação da culinária francesa e as delícias do mediterrâneo. Para a saúde, permitem diminuir muito o sal e ainda ganhar em sabor. Nem precisava, mas por trás da ervas de Provence ainda existe a história de uma mulher fabulosa chamada Julie Child.


Antes, porém, é bom saber que as ervas de Provence são uma mistura de alecrim, tomilho, orégano, manjerona e flores de lavanda, embora nada impeça o uso de outras ervas. Devidamente secas e misturadas, são empregadas em muitas receitas francesas: ensopado de vegetais (é absolutamente essencial no Ratatouille), carne, frango assado ou peixe. Sem falar do vinagrete, que fica fabuloso, além de combinar maravilhosamente com pratos vegetarianos. Se pode usar para dar sabor ao azeite e à manteiga? Com certeza, fica uma delícia!


Mas, não, as ervas de Provence não existem desde a antiguidade. Surgiram na década de 1970 pelas mãos de uma americana chamada Julie Child. A Julie era uma mulher bem fora dos padrões, digamos assim. Nasceu em 1912 e, na Segunda Guerra, mostrou seu talento na combinação de ingredientes ao inventar um repelente de tubarões. Isso mesmo, os tubarões se aproximavam e detonavam as bombas marinhas americanas destinadas aos nazistas, por isso precisavam ser repelidos. Julie, que fazia parte do exército feminino (WACs), conseguiu criar o tal repelente que, por sinal, é usado até hoje.


Com o final da guerra, mudou-se para a França, fez o consagrado curso de culinária Le Cordon Bleu, entre outros, e ficou famosa como chef. Escreveu livros, apresentou programas de televisão para os EUA (era desastrada, e isso fez um enorme sucesso), mas todos cobravam como fazer um tempero com uma "pegada" francesa. Foi assim que ela inventou as ervas de Provence. Se você assistiu ao filme Julie & Julia, com a Maryl Streep, talvez já saiba que ele foi baseado no livro "Minha Vida na França", uma autobiografia de quem? Claro, de Julie Child.


Como cultivar


Levar todos esses sabores e histórias para sua casa é muito fácil e prático. As ervas citadas pela Julie, ou outras que você goste, devem ser cultivadas a partir de sementes, para garantir a qualidade final do seu tempero. A linha Tradicional Ervas, da Topseed Garden, possui diversas variedades para vc escolher. Como ocupam pouco espaço, vale cultivar várias delas.


Basicamente, você vai precisar de um solo bem solto, com cerca de 20 cm de profundidade, com um pouco de adubo natural e um punhadinho de NPK. Como são plantas pequenas e rápidas, também vão muito bem em vasos. Depois que brotarem, é sempre bom fazer um "raleio" e deixar só as mudas mais fortes.


Quando elas estiverem grandes, o jeito mais prático de secar é ao ar. Basta juntar de 5 a 10 galhinhos por maço, colocar em um saquinho de papel com orifícios para ventilação, amarrar com um barbante e pendurar de cabeça para baixo em uma sala quente e bem ventilada. Em cerca de uma semana elas deverão estar bem sequinhas.


Vai do seu gosto combinar as espécies para fazer as ervas de Provence, mas basicamente dá muito certo se você seguir esta receita:


— 3 colheres de sopa de tomilho seco

— 1 colher de sopa de orégano seco

— 3 colheres de chá de alecrim seco

— 2 colheres de chá de manjerona seca

— 1 colher de sopa de flores de lavanda seca

Adicione todas essas (ou outras, a gosto) em uma tijela e vá mexendo até incorporar. Depois, guarde em um recipiente bem fechado e use para temperar seus pratos favoritos. Não é preciso por na geladeira.


Ervas de Provence na cozinha ficam especialmente boas com frango assado, cordeiro, peixe grelhado e vegetais assados ou cozidos.


Como tempero — são ideais para carne ou peixe. Primeiro, use azeite de oliva, um pouco de sal e esfregue uma generosa porção das ervas de Provence. Deixe descansar um pouco para pegar o sabor e, depois, grelhe ou asse, como preferir.


Incorporada em líquidos — podem ser usadas em sopas, ensopados, molhos em geral ou em molhos de saladas. Prepare a receita da maneira como está acostumado e coloque uma porção generosa de ervas de Provence. Vai ficar uma delícia!


Para dar sabor — duas colheres de chá das ervas de Provence no frasco de azeite agregarão um sabor extra a tudo o que você temperar. Também dão excelentes resultados quando misturadas à manteiga.


Truque de chef

Quando estiver com o braseiro bem quente para o churrasco, jogue algumas pitadas de ervas da Provence — aquelas que você mesmo cultivou —, e deixe que o cheiro se espalhe para abrir o apetite dos convidados. É a hora certa de falar da Julie Child, dessa história que você acabou de ler, e contar que foi você mesmo quem preparou as ervas de Provence com as plantas que cultivou. E a partir de sementes, pode se exibir. Nada é melhor do que um prato saboroso temperado com boas histórias.



Clique aqui para conferir outras notícias da última edição do Informativo Folha Verde.



Este site armazena cookies em seu computador. Esses cookies são usados para coletar informações sobre como você interage com nosso site e nos permite lembrar de você. Usamos essas informações para melhorar e personalizar sua experiência e para análises e métricas sobre nossos visitantes, tanto nesse site quanto em outras mídias. Para obter mais informações sobre os cookies que usamos, leia nossa Política de Privacidade.

A Topseed Garden é uma
linha da Agristar do Brasil. Saiba mais sobre nós

Fale com a gente.

Entre em contato e tire suas dúvidas em relação as nossas sementes.

Santo Antônio de Posse/SP
info@agristar.com.br

Copyright Agristar 2020. Todos os direitos reservados.